EMERJ prepara 18 novos cursos para magistrados no próximo ano

A expectativa da Divisão de Formação Continuada da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro para 2018 é de oferecer, pelo menos, três cursos de aperfeiçoamento para os magistrados por mês. E um deles deverá ser a distância (EAD), com maior interatividade entre alunos e professores. Neste ano, até o mês de agosto, a EMERJ já teve a participação de 334 juízes. A coordenadora pedagógica Simone Cuber fez uma breve análise sobre os cursos oferecidos em 2017 e sobre os projetos para o próximo ano: Demanda dos magistrados “Nós temos, sistematicamente, feito pesquisas de demanda, escutando os magistrados, sobre quais são as áreas e os temas de interesses deles, a fim de construir os novos cursos para o ano que vem. A expectativa é de oferecer três cursos por mês em 2018, um deles a distância.” Ensino a distância “O que nós vamos trazer de marcante para o ano que vem, é o incremento dos cursos a distância. A nossa plataforma está sendo reformulada com instrumentos que possibilitarão uma maior interatividade entre os alunos e os professores para que os cursos fiquem mais dinâmicos. A EMERJ agora tem um novo estúdio em que os professores e os tutores poderão gravar as aulas”. Cursos presenciais “Os cursos presenciais, assim como os de ensino a distância, vão utilizar novas metodologias. A principal novidade, que nós começamos a implementar nos cursos da EMERJ neste ano, é a utilização de um novo método de ensino, que a ENFAM (Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados) chama de metodologias ativas. É uma metodologia que retira o protagonismo do docente e o coloca nos alunos. Nós estamos falando aqui sobre ‘andragogia’, que é uma pedagogia voltada para adultos, não só para adultos, mas para a capacitação de profissionais, um aperfeiçoamento daquelas pessoas que já atuam profissionalmente nas suas áreas. Os alunos já partem de um conhecimento prévio, e a função dos cursos da EMERJ é trazer novos conhecimentos a partir desse grande conhecimento prévio que os nossos magistrados já possuem.” Capacitação de docentes “Estamos investindo na nossa formação de formadores. Neste ano, vários dos nossos magistrados novos foram a Brasília fazer o curso de formação de formadores na ENFAM. Neste mês de setembro, nós disponibilizaremos o curso ‘Novas Diretrizes Pedagógicas para a Formação de Magistrados’ para a capacitação dos nossos docentes. No próximo ano, esse programa vai continuar, e a meta é fazer a capacitação do maior número possível de docentes no programa de formação de formadores, tanto promovido pela ENFAM como promovido pela EMERJ.” 2017 “Neste ano de 2017, nós já credenciamos 18 cursos, nas mais persas áreas. Começamos o ano credenciando o curso de formação inicial para novos juízes, com mais de 500 horas O curso, além de atender toda a resolução da ENFAM, todo conteúdo mínimo que a ENFAM exige para formação inicial, ainda recebeu um conteúdo de Direitos Humanos e de Novos Direitos. Os alunos ainda fizeram visitas técnicas guiadas para adquirirem uma vivência da realidade do estado do Rio de Janeiro nas mais persas áreas, vivência esta que eles vão precisar nos seus julgamentos. Esse curso virou uma referência para a ENFAM em termos de curso de formação inicial. Teve uma resposta muito positiva, tanto dos novos juízes, quanto da ENFAM. Em 2017 tivemos também outros 17 cursos na área de gênero, de processo civil, empresarial, imobiliário, cursos presenciais e cursos em EAD. Todos eles foram credenciados sem nenhum tipo de exigência, Todos foram aprovados com pareceres muito favoráveis.” *Com informações da EMERJ

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.